Pesquisar este blog

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Talento ao Vivo

Olá

Não sei se vocês sabem, o ano passado fui selecionada dentre mais de 100 inscritos no Brasil para participar do Concurso Talento ao Vivo, da Revista Prazeres da Mesa.
Foi uma experiência muito legal, para ser selecionada tive que contar uma história sobre a gastronomia na minha infância e criar uma receita inédita com uma proteína e três acompanhamentos (guarnição, recheio, molho).
Dia 30/10/2009 eu e meu colega Carlos Martins estávamos no Senac cedo, fomos ao Pão de Açúcar e no caminho nos passaram as instruções e que teríamos que cozinhar coxão duro suíno com três acompanhamentos.
Abaixo vocês poderão conferir minha história, a receita que enviei para participar do concurso e nossas fotos...
Os sabores da minha infância começam com minha Bisavó Duca, quando íamos à sua casa antes do almoço e ela nos dava guloseimas. Ela teve pensão, então meu avô acostumou a comer comida sempre fresca.
Na casa da minha Avó Mari o marcante era o bombocado que ela fazia e escondia para que todos comessem, também tinha o bolo formigueiro (o melhor que já comi na vida), além disso todo sábado ela tinha que fazer pastel (inclusive a massa) para meu avô, ou suas empadas de camarão com sua massa característica.
Na minha Avó Luiza comíamos sempre comida típica italiana da mama: macarrão com molho de tomate feito em casa, carne ensopada ou assada, bastante salada, batata cozida e depois frita. No lanche da tarde não faltava suas características caipiras como queijo fresco feito em casa, bolo de fubá com goiabada, paçoca feita em casa com café, cueca virada (tipo um bolinho de chuva).
Em casa o marcante eram os lanches homéricos que minha mãe fazia com queijos, patê de beterraba, pão de casa, biscoito de polvilho, sucos, entre outras coisas.
Em suma, a Vó Mari cozinhava comidas leves e com temperos leves como filé de peixe a milanesa com purê de batata, a Vó Luiza cozinhava comida italiana caipira, sempre com massa e molho, e minha mãe cozinhava com muito tempero e molho.
Lombo para presente
Ingredientes

Quantidade
Medida
Lombo suíno em peça
2500
Gramas
Sal
Q.B.

Pimenta do reino
Q.B.

Vinho branco seco
1500
Mililitros
Recheio
Manteiga
200
Gramas
Cebola brunoise
500
Gramas
Alho brunoise
50
Gramas
Shitake laminado
500
Gramas
Salsinha
200
Gramas
Alecrim
200
Gramas
Sal
Q.B.

Guarnição
Mandioquinha cozida e espremida
1000
Gramas
Manteiga
200
Gramas
Sal
Q.B.

Massa filo
500
Gramas
Manteiga derretida
500
Mililitros
Talos de cebolinha branqueada
15
Talos
Queijo brie
300
Gramas

Modo de preparo:
1.     Limpe o lombo, corte-o em medalhões de aproximadamente 250 gramas.
2.     Tempere com sal e pimenta. Sele em uma frigideira quente. Reserve.
3.     Recheio: Aqueça a manteiga, refogue a cebola, em seguida o alho. Após alguns minutos adicione os cogumelos. Quando amolecer corrija o sal, junte as ervas e desligue o fogo. Resfrie.
4.     Com uma faca de desossa faça um corte lateral nos medalhões formando uma “bolsa”.
5.     Recheie com o shitake, prenda com um palito. Leve para assar com alumínio, acrescentando metade do vinho, por aproximadamente 40 minutos a 180 oC. Tire o alumínio, deixe dourar. Deglaceie a forma com o restante do vinho.
6.     Em uma panela coloque o vinho da assadeira, acrescente o brie e faça um molho grosso (como fondue). Reserve.
7.     Faça um purê com a mandioquinha, a manteiga e o sal.
8.     Corte a massa filo em um quadrado que caiba o medalhão dentro, pincele manteiga derretida entre as folhas de massa, disponha o filé no centro, em seguida pincele o molho de queijo sobre todo o filé.
9.     Junte as pontas da massa colando com a manteiga derretida um pouco abaixo da ponta, deixando as pontas caírem formando uma trouxinha, amarre com a cebolinha branqueada. Asse em forno a 180 oC até dourar.
Montagem: Coloque o purê no prato, ao lado coloque a trouxa de lombo, disponha o molho de brie em cima do purê e decore com um raminho de alecrim.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, comentário, observação, será bem vindo...